Dia Internacional da Mulher: uma história marcada por desafios e luta por respeito na sociedade

A mulher conquistou muitos espaços, teve muitos avanços. Mas, infelizmente, ainda há muita violência contra a mulher. O que fazer para que todas as mulheres sejam tratadas com respeito e dignidade?

Brasil – Por mais de um século, o dia 8 de março é lembrado em todo o mundo como uma dia especial para as mulheres. O Dia Internacional da Mulher é uma data que simboliza a representatividade na sociedade, uma luta histórica pelos direitos de igualdade, combate ao machismo e violência.

Muitas pessoas tem conhecimento da data pela grande divulgação da imprensa na sociedade, mas o que poucos sabem é que a homenagem oficializada pela Organização das Nações Unidas na década de 1970, é referente a um incêndio que aconteceu em Nova York, onde vitimizou 146 pessoas, sendo 125 mulheres no mês de março.

Esse fato é um dos motivos que marcou a data, mas não o principal, pois o Dia Internacional da Mulher não foi criado só por meio de uma tragédia, mas sim por décadas de lutas e engajamento político das mulheres em busca do reconhecimento de voz e causas.

As mulheres desde sempre foram associadas como donas do lar, que cuidam da casa, dos filhos, do marido, mas nunca quiserem ser limitadas apenas por isso. Elas queriam mais, queriam cuidar do lar mas também queriam trabalhar, queriam educar os filhos, mas também buscavam independência e então foram as ruas lutar por igualdade, por melhores empregos, por valorização no ramo empresarial, salários melhores e o direito ao voto. A data foi formalizada depois de uma greve em meio à guerra em 1917, quando mulheres russas tomaram coragem e foram às ruas exigirem “pão e paz”, e após quatro dias tiveram o direito ao voto concedido pelo governo provisório.

A greve das mulheres começou em 23 de fevereiro, pelo calendário juliano, utilizado na Rússia na época. Este dia corresponde a 8 de março no calendário gregoriano, data que é comemorada atualmente.

A proposta de tornar a data internacional veio de uma mulher chamada Clara Zetkin, em 1910 durante uma conferência de mulheres, que reuniu 100 mulheres de 17 países, que concordaram com a sugestão dada. Desde então, tecnicamente se comemora o 111º Dia Internacional das Mulheres.

O Dia Internacional das Mulheres se tornou então uma data onde é celebrado os avanços das mulheres na sociedade, na política e na economia, enquanto suas raízes políticas significam que greves e protestos são organizados para aumentar a conscientização em relação à contínua desigualdade de gênero, uma história marcada por coragem.

A ONU anunciou que seu tema para 2022 é “Igualdade de gênero hoje para um amanhã sustentável”. As mulheres atualmente são consideradas os pilares da sociedade, e por meio de toda sua trajetória hoje assumem dupla responsabilidade social, sendo capaz de assumir diversas tarefas sem interferir na sua vida pessoal.

 

Fonte: Portalcm7

 

Share this:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.