Em Ponta Porã, confronto entre forças policiais e membros de facção deixa saldo de 8 mortos

Na casa foram apreendidos dois fuzis, quatro pistolas e dois carros roubados.

O confronto com policias do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), Bope (Batalhão de Operações Especiais) e DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e os agentes da PC de Ponta Porã, na noite desta segunda-feira (11), acabou na morte de 8 membros da facção criminosa que atua na faixa de fronteira com o Paraguai e a apreensão de fuzis.

Informações obtidas pelo Jornal Midiamax são de que depois de prisão e expulsão de Giovanni Barboza da Silva, o ‘Bonitão’, da referida facção, a polícia descobriu que a facção  tinha uma casa de apoio no Brasil, com isso, equipes do Garras se deslocaram para a fronteira em apoio a 1º Delegacia de Polícia de Ponta Porã.

Quando os policiais chegaram na casa, encontraram 8 membros da facção na residência, sendo que dois conseguiram pular o muro e fugir. Houve confronto e seis acabaram mortos nesse primeiro confronto. Equipes do DOF e Bope vasculharam a região e encontraram os outros dois fugitivos, que também morreram em troca de tiros.

Na casa foram apreendidos dois fuzis, quatro pistolas e dois carros roubados. Foram encontrados documentos de identidade paraguaios com os membros da facção, mas seriam falsos e a polícia agora tenta a identificação dos mortos.

Tão logo o confronto acabou os policiais do BOPE e Garras levaram os corpos dos mortos para o Hopsital Regional de Ponta Porã, segundo informações a cena era muito forte.

Em seguida homens da Policia Civil, fortemente armados ficaram de prontidão no hospital fazendo a segurançado local.

Segundo informações o caso está sendo apurado pelo 1º DP de Ponta Porã, mas até o momento não foram informados os nomes e nem as nacionalidades das pessoas mortas no confronto.

Fonte: Midiamax

Share this:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.