Douradense atira na cabeça dos filhos de 3 e 4 anos e se mata por não aceitar separação

Lucas Diniz da Silva, de 27 anos, mandou mensagens de ameaças para mãe das crianças antes de cometer crime

 

 

 

Após sair da prisão e prometer se vingar da ex-mulher, o douradense Lucas Diniz da Silva, de 27 anos, que atualmente estava em Canarana, leste de Cuiabá (MT), atirou na cabeça dos dois filhos, três e quatros anos, e depois se matou. De acordo com o site Olhar Direto, ele mandou mensagens para a mãe das crianças afirmando que ia se vingar dela de “forma terrível”. Também mandou foto do revólver com o qual atirou nos filhos e tirou a própria vida.

A criança de três anos está em estrado grave.

Ontem (2), ele teria pedido à ex para pegar os filhos, pois queria dormir com as crianças porque viajaria nesta terça-feira (3), para Água Boa. A mulher deixou. Ao começar a receber as mensagens, a mãe das crianças imediatamente pediu ajuda à sua mãe, que acionou a Polícia Militar relatando a situação.

Ainda segundo o site, quando a equipe chegou próximo à casa, encontrou a avó das crianças aos prantos, pois tinha acabado de ouvir os disparos de arma de fogo. Ela afirmou que já tinha ido para o local porque previa “um mal maior”.

Os policiais, rapidamente entraram na residência, sendo que encontraram as duas crianças em cima da cama, com disparos de arma de fogo na cabeça. Entretanto, as duas ainda apresentavam sinais vitais. O homem, também com ferimento na cabeça, já estava aparentemente morto.

Os policiais, então, solicitaram a ambulância do hospital municipal, mas o motorista não estava no local. Os próprios policiais levaram as crianças para a unidade de saúde. A menina, no entanto, não resistiu aos ferimentos, e morreu no hospital. O menino, em estado grave, foi transferido para o hospital de Água Boa.

No local do crime foi apreendido um revólver calibre 38 com quatro munições, sendo três deflagradas e uma intacta.

 

 

 

Fonte:  O Vigilante

Share this:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.