Corpo em decomposição é encontrado com mãos e pés amarrados na fronteira

Corpo ainda sem identificação foi encontrado por moradores no rodoanel de Ponta Porã, conhecido ponto de "desova"

Corpo em decomposição foi encontrado na tarde desta quinta-feira (26) no rodoanel de Ponta Porã, 323 km de Campo Grande. O corpo de um homem, ainda não identificado, estava com os pés e mãos amarrados e foi deixado na margem da estrada de terra, conhecido ponto de “desova” de cadáveres da fronteira.

De acordo com a Polícia Civil, moradores que passavam pela estrada encontraram o corpo jogado entre a vegetação, já perto da BR-463, que liga Ponta Porã a Dourados.

Equipe coordenada pelo delegado Juliano Cortez, da 1ª Delegacia de Polícia Civil, foi ao local com a perícia. O corpo foi levado para o IML (Instituto Médico Legal). Ao Campo Grande News, o delegado informou que devido ao estado de decomposição a identificação só será possível através de exame de DNA.

Com as mãos e pés amarrados por uma corda, o corpo tinha sinais de que foi queimado. A principal suspeita é de que tenha sido torturado em outro local e jogado na beira da estrada. Neste ano, pelo menos sete corpos foram deixados no rodoanel de Ponta Porã.

No dia 5 deste mês, o corpo do estudante brasileiro Alex Ziole Areco Aquino, 14, assassinado na fronteira supostamente após uma briga na escola, foi deixado dentro de um tambor no rodoanel. A morte chocou até quem está acostumado com a violência da fronteira.

Fonte: Ponta porá informa

Share this:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.